Guia para você fazer a sua primeira declaração do Imposto de Renda

Publicidade
Publicidade
Esse é o primeiro ano que você recebeu uma renda extra e agora vai ter que declarar o Imposto de Renda? Preparamos uma matéria completa com várias dicas sobre o Imposto e como preencher a declaração de forma correta. Confira!

Imposto2Bde2Brenda
Imagem: GauchaZH

O que é o Imposto de Renda?

O Imposto de Renda é um tributo cobrado pelo Governo Federal a fim de conseguir juntar dinheiro suficiente para usar em programas sociais, saúde, educação e manutenção de estradas e rodovias.

O valor é pago de acordo com a renda de cada pessoa, e existe uma taxa mínima que deve ser paga de acordo com o seu salário mensal. As taxas são estipuladas pelo próprio Governo e podem ter troca todo o ano de acordo com a inflação.

O que é a declaração do Imposto de Renda?

Todos os meses, os impostos são descontados diretamente do nosso salário conforme vamos gastando o nossos dinheiro, afinal tudo possui imposto. Porém, entre os meses de março e abril, anualmente, algumas pessoas devem declarar o imposto de renda para verem se receberam ou pagaram demais naquele ano.

Caso você tenha pago mais impostos do que deveria, irá receber uma restituição. Se pagou de menos, terá que pagar uma taxa.

Como funciona a tabela?

A Receita Federal soma os rendimentos do trabalhador e desconta uma parte dos seus gastos. Essa parte descontada é chamada de deduções.

O valor final desse cálculo é comprado com uma tabela, onde é calculada uma alíquota de imposto sobre a renda que será paga.

O que são as deduções?

Existem algumas despesas feitas durante o ano que podem ser abatidas na declaração, fazendo com que o contribuinte pague menos imposto, e esse valor é chamado de deduções.

É possível fazer desconto das deduções com gastos de saúde, alimentação, educação, dependentes.

Restituição do Imposto de Renda

Se a Receita Federal perceber que você pagou mais do que deveria de Imposto, você tem direito a receber uma restituição, ouseja, você recebe uma parte do que pagou.

Caso você faça a sua declaração no início do prazo, você consegue receber a restituição mais cedo. Para os demais, até o fim de setembro você receberá o dinheiro de volta.

Pagamento de imposto

Se a Receita Federal analisar a sua declaração e verificar que você pagou menos imposto do que deveria, isso será informado no fim da sua declaração.

Esse valor pode ser pago com débito automático ou com boleto bancário.

Sonegação de Impostos

Enganar a Receita Federal é crime e você pode ser preso por isso. A pena é de 150% do valor que deveria ser pago, além de poder ficar de 2 a 5 anos de reclusão.

Caso a Receita Federal veja que o contribuinte não agiu de má fé, ou seja, não possuiu a intenção de sonegar o imposto, será necessário pagar apenas o valor que ficou sendo devido.

Malha Fina

A Receita Federal possui um cruzamento de dados muito avançado, por isso você pode acabar caindo na malha fina.

Isso acontece quando os dados fornecidos por você e pela empresa não batem, e você pode precisar apresentar novos documentos a fim de comprovar porque a sua declaração está falsificada (seja por vontade própria ou por engano).

Retificação

Caso você tenha errado algum dado da sua declaração, existe um período para você enviar uma retificação para a Receita Federal, dentro de 5 anos.

É ideal que você faça essa retificação antes que a Receita perceba o erro, mostrando que você é um bom contribuinte.

Contador

Não é necessário um contador para você preencher a sua declaração. O site da Receita Federal é bastante intuitivo e pode ser preenchido tranquilamente.

Caso você tenha dificuldades no preenchimento, pode contratar um contador para auxiliar no preenchimento.

Quem declara

Deve declarar o imposto de renda quem teve todos os seus rendimentos tributáveis que, somados, passaram a R$28.559,70 em 2019.

Quem teve rendimentos não tributáveis, isentos, entre outros, o valor deve ser acima de R$40.000,00.
Ruralistas e investidores da bolsa também tem a necessidade de enviar seus rendimentos para a Receita.

O que declarar

É preciso declarar todos os recebimentos do ano, como salários, aluguéis e pensão. Deve também ser colocado seus bens materiais e o que foi pago durante o ano (saúde, alimentação, educação).

Sem registro

Se você for trabalhador autônomo ou não possui carteira assinada, mas recebe um valor superior ao estipulado, você ainda deve declarar o Imposto de Renda.

Deve ser declarado se houve um recebimento superior a R$28.559,70.

Dependentes

O contribuinte pode ter um gasto com dependentes, sejam eles pais ou filhos. De qualquer forma, você pode informar esses gastos na sua declaração.

Em questões de saúde, não existem limites para ser restituído, no caso de educação, pode ser gasto até R$3.561,50 por pessoa no ano.


No caso de contar apenas os dependentes, é possível abater R$2.275,08 por dependente da sua família.
Últimos Artigos
Uncategorized

Como solicitar o cartão Banco Inter

Nessa matéria você vai entender mais sobre o cartão do banco Inter, vantagens e como fazer a sua solicitação.

Procurando Cartão…

0

ABRA SUA CONTA NO SANTANDER
Abra sua conta + cartão de crédito e aproveite todos benefícios do Santander.
Tarifa zero no pacote de serviços e benefícios exclusivos.
CLIQUE NO BOTÃO ABAIXO E ABRA SUA CONTA👇🏻